Se traduzido do japonês, o termo’shibari’ significa atar. A prática surgiu no Japão, no século 16, como forma de policiais e samurais deter e imobilizar prisioneiros e foras da lei à época. De lá para cá, muita coisa mudou e, atualmente, as amarrações com cordas são considerada arte mundo afora. Aos adeptos do universo fetichista, o shibari é uma das vertentes mais populares. 

Contudo, ainda há muitos questionamentos e tabus em torno da prática e é justamente com o inuito de desmitificá-los que o Dominatrix Augusta (rua Fernando de Albuquerque, 298 – Consolação, SP) dedica um mês de sua programação a cursos, encontros e workshops voltados ao shibari. Confira:

:: 15.09 – Workshop de Shibari (Módulo Básico) ::

Luis Ferraz, também conhecido como Lord Bondage, shibarista há mais de uma década, ministra o workshop voltado aos interessados em ingressar no universo da arte de amarração japonesa. Das 17 às 21h, serão abordados os seguintes temas: Segurança e objetivos do Shibari; Laços e Nós; Single Column e Double Column; Atritos e Fricções; Takatekote e suas variações; Futomomo; Karada; Conceitos, fundamentos, segurança e aplicação das amarrações no Ne Waza (técnicas de solo) e Interação com outras práticas/técnicas. O ingresso inclui também os equipamentos a serem utilizados durante o workshop. O valor individual é R$150 ou R$250 para casal. Para mais informações, acesse o link do evento: https://bit.ly/2oqR0Xw

:: 21.09 – Você, Nós & As Cordas ::
 
Das 18h às 22h, experientes e curiosos do shibari podem se reunir para confraternização, práticas e trocas de conhecimentos, sempre com segurança, responsabilidade e respeito, sob a orientação da Arte Shibari Brasil. Para a ocasião, a casa dispõe de espaço específico para as técnicas (três pontos de suspensão e tatames). Venha se amarrar nessa! A entrada custa R$30 por pessoa. Para mais informações, acesse o link do evento: https://bit.ly/2MGlumU
 
:: 29.09 – Oficina de Shibari, Condução e Semenawa ::
 
O conhecimento adquirido em mais de dez anos interagindo com pessoas nas cordas é transmitido na oficina que rola das 17h às 21h. Mais do que técnicas, também serão abordadas temáticas como a criatividade e os sentimentos dos envolvidos: ritmo, manipulação, tempo, velocidade, tensão, naturalidade e individualidade. A programação do encontro inclui: Consentimentos e segurança; Questões básicas fundamentais: Single Column Tie e Double Column Tie; tensão, fricção e kannukis; Ferramentas e percepções no jogo da comunicação com as cordas: ritmo, manipulação, tempo, velocidade, tensão, naturalidade, individualidade, sensibilidade; Ne Waza (trabalhos de solo) e Kazari Nawa (restrições artísticas) aplicadas ao Semenawa e Aspectos de segurança e transições em solo. Individualmente se paga R$150, o casal paga R$250. Para mais informações, acesse o link do evento: https://bit.ly/2PovgqJ